19 novembro 2012

#5[Resenha] A Garota que Perseguiu a Lua - Sarah

Título Original: The girl who chased the moon
Autor: Sarah Addison Allen
Editora: Planeta
Páginas: 238
♥♥♥♥♥ + (favorito)
Para achar o seu caminho, às vezes você precisa perseguir a lua.
Emily Benedict foi para Mullaby após a morte da sua mãe. Ao chegar à cidade e conhecer seu avô ela percebe que os mistérios do lugar nunca são resolvidos:eles são uma forma de vida.
Existem quartos cujo papel de parede muda de acordo com o seu humor, luzes estranhas aparecem no quintal à noite e Julia Winterson, a vizinha, consegue cozinhar a esperança em forma de bolos. Emily percebe que sua mãe esteve envolvida no maior mistério da cidade, e conta com a ajuda de Julia para desvendá-lo. Em Mullaby nada é o que parece.
 Meu primeiro livro da Sarah Addison                                                                                             

Na verdade não sei por onde começar, então...vamos começar do começo certo! Certo!

Quando eu ganhei esse livro, eu não sabia o que esperar dele, não havia lido sinopses nem resenhas; a única coisa que me chamava atenção era a capa que é muito mais linda pessoalmente do que por imagem, você num têm noção.

Comecei a lê-lo ainda sem expectativas, e quando vi terminei o livro em êxtase. rsrs'
Parece piada mas o livro é bem assim: leve, adorável, e é como se palavra puxasse palavra. Ele têm um toque de fantasia e contos de fadas, fazendo sentir-mo-nos a vontade como se já conhecêssemos o que estamos lendo. Ele está todo em terceira pessoa, o que é bom, pois assim ficamos a par de tudo e não em apenas uma visão.

A estória é dividida em dois parâmetros, começando com um e terminando com outro.

O primeiro é a nossa personagem principal, Emily — uma garota de dezessete anos e que acaba de perder a mãe e não sabe quase nada sobre ela — é ela quem começa a desenvolver a estória, quem nos apresenta Mullaby: uma cidadezinha do interior onde o cheiro do churrasco predomina, uma cidadezinha que guarda vários segredos, como as "luzes de Mullaby".

Emilly conhece Win — o filho do prefeito, que chama tenção até no modo de vestir-se — em seu primeiro dia em Mullaby e desde então começam os mistérios e os estranhos olhares para ela.
Tenho que admitir Sarah Addison me surpreendeu um pouco. Com tantas personagens mixurucas e que só fazem chorar e lamentar na literatura de hoje, achei Emily até curiosa e desposta a qualquer coisa para eliminar os problemas à seu redor.
"Não espere que o mundo mude Emily", sua mãe costumava dizer algumas vezes com a voz frustrada. "Mude-o você mesma!"
E o segundo parâmetro, é a Julia — uma mulher já com seus trinta e quatro anos que adora fazer bolos e  que voltou para Mullaby para ajustar as coisas do pai, que acabara de morrer  junto com o Sawier, uma paixão das antigas que marcou a adolescência de Julia.
Para mim, esse casal foi o que deu mais sentimento e humor à trama. Adoro esse diálogo entre eles, destaquei para vocês:

— Não posso acreditar que já é de manhã! Por que você não me acordou? Que tipo de cortinas são essas?  Ela pegou o tecido ofensor e olhou atentamente. — Achei que fosse de noite! — São bloqueadoras de luz. Eu ficaria cego toda manhã se não as tivesse. Ele sentou recostado nos travesseiros e colocou as mãos atrás da cabeça  Eu realmente gosto desse seu lado, mas acho que você está proporcionando a melhor vista aos meus vizinhos. Por que não se vira?Ela rapidamente se afastou da janela e se cobriu com uma das partes da cortina. — Não posso acreditar que acabei de ficar nua na frente dos seus vizinhos. Num manhã de domingo. — Não sei quanto a eles, mas eu vi a  face de Deus.
Bem, o final eu já esperava mas ainda assim foi tocante e me emocionou.


Recomendo com certeza esse livro, é o tipo de livro que você pode ler e reler à vontade e mesmo assim você vai se emocionar todas as vezes.
Tentei ao máximo mostrar como ele é bom gente, mas se tiverem alguma dúvida, é só perguntar tá, comentários são pra isso ;)




7 comentários:

  1. Não sabia sobre o que se tratava a história, queria ler esse livro apenas pela capa mas fiquei com vontade de ler com a sua resenha (:

    Beijo;*
    Naty.

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho MUITA vontade mesmo de ler esse livro. Ele parece ser incrível.
    Já vi outras resenhas que super recomendaram o livro, então não tem como fugir. :)

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  3. Não resiste e comprei esse livro pela capa linda, vejo pela a sua resenha que acertei em cheio. Tem um outro livro da autora que tb gostaria de ler pq as resenhas só falam bem, parece que a autora merece uma atenção especial.

    Bjs, @dnisin
    http://diamanteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não li mais nenhum livro da autora, mas pela pesquisa que fiz, todos são belíssimos *-*

      Excluir

Comente! Sua opinião vale muito e faz bem ao meu coração *--*