25 dezembro 2012

7#[Resenha] Cidade dos Ossos {1} - Cassandra Clare

Título Original: City of Bones
Autor: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 459
♥♥♥♥♥
Um mundo oculto está prestes a ser revelado... Quando Clary decide ir a Nova York se divertir numa discoteca, nunca poderia imaginar que testemunharia um assassinato - muito menos um assassinato cometido por três adolescentes cobertos por tatuagens enigmáticas e brandindo armas bizarras. Clary sabe que deve chamar a polícia, mas é difícil explicar um assassinato quando o corpo desaparece e os assassinos são invisíveis para todos, menos para ela. Tão surpresa quanto assustada, Clary aceita ouvir o que os jovens têm a dizer... Uma tribo de guerreiros secreta dedicada a libertar a terra de demônios, os Caçadores das Sombras têm uma missão em nosso mundo, e Clary pode já estar mais envolvida na história do que gostaria. 
        
Meu primeiro livro da Cassandra Clare    

Esse é o primeiríssimo livro da série Os instrumentos Mortais, na qual ouvi e li vários elogios então resolvi compra-lo para tirar minhas próprias conclusões.

Então vamos lá..

Nossa personagem principal é Clarissa Fray (Clarry), uma garota aparentemente normal de 15 anos que vive com sua mãe e é órfã do pai, que o que apenas sabe é que ele morreu antes mesmo de ela nascer. 
Sua mãe, Jocelyn Fray, guarda muitos segredos juntamente com Luck, seu amigo de muitos tempos conturbados. Luck além de ser um amigo de Jocelyn é também considerado um membro da família para Clary. 

Essa trama começa quando Clary  vai a uma balada de nome Pandemônio com seu melhor amigo Simon de 17 aninhos. Lá, ela começa a perceber que vê "pessoas", com tatuagens estranhas e com uma beleza estranhável, que os outros ao seu redor não veem. Isso a deixa confusa.

Aos poucos ela percebe que essas "pessoas" não são de fato "pessoas" e sim Caçadores de Sombras, que têm como dever livrar nosso pobre mundo de demônios. 

Tudo acontece muito rápido até que ela percebe que já está envolvida com aqueles três Caçadores de Sombras que encontrou no Pandemônio. Caçadores de Sombras que atendem pelos nomes: Jace Wayland, Isabelle Lightwood e Alec Lightwood  sendo os dois últimos irmãos.
Todos os três moram no Instituto, com Hodje, o tutor dos três.

E se unem ainda quando Joselyn é sequestrada por Valetim, o vilão, onde Clary se pergunta "Porque ele sequestraria a minha mãe? Uma mulher normal como qualquer outra?". Onde no final o mesmo joga um banho de verdade em Clary e em Jace.

Entre todos, o que mais se destaca é Jace (não têm garota que não o destaque *suspiro* rs'). 
Jace é o garoto do físico perfeito: loiro, dos olhos claros, cabelo bom e um pouco malhado (se bem que prefiro morenos mas acho que sou uma das poucas exceções), mas é só o físico mesmo, porque sua personalidade é do tipo "difícil", na verdade muito difícil e arrogante. Para você ter uma ideia pense nele como Damon Salvatore de The Vampire Diaries. Com aquele humor viciante e... como posso dizer... demoniaco!? Pode ser! 
Então pronto, com seu humor demoniaco.

Mas ele têm lá seu motivos para ser de tal modo, pois ele perdeu os pais muito novo, ou fizeram-no pensar que perdeu...
Ela o encarou severamente.
— O que faz você ter tanta certeza? Você os conhece?
A risada abandonou completamente a voz de Jace quado ele respondeu.
— Se os conheço?  ecoou  Acho que você poderia dizer isso. São os homens que assassinaram meu pai.
Os diálogos entre Jace e Clary são sempre assim: esclarecedores, e em tom de filosofia. Porque têm sempre sinceridade, honestidade e melodia nas palavras, como se tivesse conversando conosco.
— É tão... escuro  gaguejou.
— Quer que eu segura a sua mão?
Clary colocou as duas mãos atrás das costas como uma criança pequena.
— Não fale assim comigo.
— Tá bom...  Jace passou por ela, a tocha derramava faíscas a medida que ele se movia[...]
Sentiram a meiguice? *-*

Um ponto negativo no livro, por mais pequenino que seja têm que ser mencionado não é mesmo?
Bom! Eu não gostei muito da personalidade de Clary: vítima o tempo todo, fraca de corpo e de espírito e tudo mais; teve pouca autonomia e atitude na trama atrapalhando muito no decorrer dos acontecimentos.

O livro também trata de alguns, não muito notados, porém demasiados problemas e verdades sociais:
Os humanos eram burros demais. Tinham algo tão precioso mas cuidavam mal daquilo. Jogavam a vida fora por dinheiro, por saquinhos de pó, pelo sorriso charmoso de um estranho.
A verdade é que o livro é de fato muitoo bom: boa narrativa, personagens bem caracterizados, uma ficção gostosa de ser lida, com um suspense na medida e com uma pitadinha de romance que foi até pouco mas ainda sim me emocionou... e muito.

Segue um diálogo entre Clary e Simon que me fez criar mares de lágrimas, sério rsrs':
 — Você realmente quer saber o que mais minha mãe disse sobre você?  ele perguntou.
Ela balançou a cabeça.
Ele não pareceu perceber.
 — Ela disse que você partiria meu coração  ele lhe disse e saiu.
A porta se fechou atrás dele com um clique definitivo e Clary se viu sozinha.
Vou começar a ler Cidade das Cinzas logo logo, só estou terminando de ler O Preço de uma lição para começar. Mas eu não vejo a hora *-*

Sei que demorei um pouco para colocar essa resenha no blog e peço desculpas mas foi falta de tempo mesmo viu :s

2 comentários:

  1. Detesto o Simon, na verdade não detesto dês que ele fique longe da Clary no sentido romantico, amo o Jace, eu quase morri no terceiro livro, mas não vou da spoller.
    Clary realmente não me encanta também a personalidade, mesmo ela fazendo coisas e sendo importante ela é meio parada de mais, ou talvez é porque nos acostumamos ao Jace, a Isabella e ao Alec.
    Não adorou o Magnus também? Adoro ele!
    Eu acabei ontem de ler o terceiro livro, como era uma trilogia o terceiro tem um final digamos, daí hoje fui ler Starters que ganhei, porque sei que quando for para o quarto só paro novamente depois que acabar de ler todos, são maravilhosos neh?
    Ah também adoro o Luke e você?
    Beijos,
    Cah.
    http://www.some-fantastic-books.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah eu não odeio o Simon, mas talvez seja por razões pessoais :x
      São maravilhosos mesmo, lindos!
      Também adoro Magnus e Luke também mas sou mais Team Magnus -*
      Ri muitas vezes com ele e tals, muito bom mesmo!

      Excluir

Comente! Sua opinião vale muito e faz bem ao meu coração *--*