14 janeiro 2013

8#[Resenha] O Preço de uma Lição - Federico Devito e Gutti Mendonça

Título Original: O Preço de uma Lição
Autor: Federico Devito e Gutti Mendonça
Editora: Novo Conceito - Jovem
Páginas: 459
♥♥♥♥
Os meninos são, sim, capazes de amar. ”Tem um ditado que diz que o amor é cego. É justamente o contrário. Quando você ama de verdade, é capaz de ver coisas que ninguém consegue. Falam que você não consegue enxergar os defeitos, pura mentira também! Você vê, estão todos lá. Mas vê também algo que só você pode, como lidar com eles e contorná-los. Então, o amor não é cego, ele é a maior lente de aumento que já inventaram.” Como acontece esta coisa chamada amor? Nasce junto com a gente, mas não depende só de nós. A gente sofre e faz sofrer, ama e é amado. E com isso aprende muita coisa. Lições que trazem consequências, problemas e soluções. O preço desse aprendizado transforma o garoto em um homem. Esta narrativa, cheia de incidentes, mostra que – ao contrário do que dizem algumas garotas – os meninos são, sim, capazes de amar. Quais as transformações que o amor pode provocar na gente? O que ele ensina? Qual o seu preço? Acompanhe a jornada de um jovem, transformado pelo amor, à procura dessas respostas. 

Primeiramente gostaria logo de falar sobre a capa. Uma característica para ela: Linda!
Adorei o designer do livro. Nota 10 para a NC pela bela diagramação, as folhas, as fontes, tudo!

Quanto ao conteúdo, sinto muito, não tenho boas notícias. Mas vamos lá!

Quando ganhei esse livro numa promoção, fiquei em êxtase apenas pela capa, que foi um amor a primeira vista. Mas eu não sabia o que me aguardava, e sinceramente, fiquei desapontadíssima.
Comecei a ler e tenho que dizer que a leitura é sim muito envolvente e tem uma boa narrativa também, enquanto eu lia eu não conseguia soltar o livro.
Em contra partida o final que eu tanto esperei, a lição que a gente sempre tira de um livro simplesmente não tem. É, não tem! Não tem!

Fiquei imaginando o que os autores queriam com isso. Talvez fazer o leitor pensar... é, talvez! Mas caros senhores, o objeto em si, o Livro serve para isso. Para nos fazer pensar, imaginar e fazer das palavras sentimentos reais para nós entendem!? Mas se não tem essas palavras como, por favor me digam, como vai me fazer pensar e imaginar tais sentimentos?

Tá bom, eu sei! Eu precisava desabafar. Mas voltando...
O personagem principal o... não tem nome. Incrível não!? Eles querem mesmo inovar, pois é! Não deu certo!
Quando terminei de ler o livro e fui colocar alguns pontos importantes no papel para não esquecer eu pensei: "Droga! Esqueci o nome do personagem principal. Como consegui fazer isso?" Pois é, eu não acreditei e fui pesquisar outras resenhas na blogosfera. Então percebi que de fato eu nunca faria uma coisa dessas. A verdade é que o indivíduo não tem nome.

É para nos fazer pensar... é?

Continuando... Como mostra na sinopse, o livro mostra em primeira pessoa a visão de um garoto quando ele ama de verdade, e que não é lá muito diferente de nós mulheres. Ele passa por vários "relacionamentos", tais "relacionamentos" em que ele só fez merda e quebrou o coração de todo mundo. Até que do nada ele começar a se apaixonar pela Juliana. Valendo salientar que ela é uma patricinha, e embora receba muitos elogios do "Fulaninho", ela foi criada muito sem personalidade.

Bem! Com Juliana tudo era lindo até que eles brigam e tudo muda de lugar e ele fica no fundo do poço até que... não sei! Nem se eu quisesse poderia dar spoilers  quem ler vai entender ;)

Mas a única coisa que gostei mesmo. Tipo assim, gostei de bastante e achei totalmente verdadeiro foi como eles tratam a amizade. O "Fulaninho" tem amigos de infância, e o grupo deles se chama quarteto 21, e isso vocês vão ter que descobrir lendo.
E tem uma descoberta dele quanto a amizade que eu achei digna de um quote:
Aprendi que, às vezes, basta você falhar uma vez com a sua namorada para ela ir embora para sempre, mas não importa quantas vezes você falhe com seus amigos, eles nunca vão embora. Amigos merecem mais atenção.
 Quanto a romantismo e amor, também o que não falta são quotes. O "Fulaninho" é bem romântico e mostra seus sentimentos com as palavras de um jeito que tenho que admitir que me emocionou bastante durante a leitura. A que mais me identifiquei foi essa:
Quanto mais correspondido é o seu sentimento, mais valente nos sentimos. Porém, se não conseguimos perceber esse sentimento retornar, mais amedrontados ficamos e menos vontade temos de cultivá-lo. É muito mais difícil dizer "eu amo você" quando se ama de verdade. Precisamos de toda a coragem do mundo para dizer aquilo [...]
O que mais me decepciona é que tinha tudo pra ser uma estória perfeita, mas os autores não souberam usar e ousar das suas capacidades.

5 comentários:

  1. Também fiquei bem decepcionada quando li o livro.Adoro o Federico,e esperava algo melhor.Achei que o livro tinha personagens demais,e todos sem muita personalidade.Como você disse,não é um livro que nos faz pensar.
    Também amei a capa, e tem vários quotes lindos.Pena que o livro não passa disso.
    Não me arrependi de ter lido,mas realmente esperava mais :/
    Gostei da sua resenha !
    beijos
    modiceselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não me arrependi.
      E obrigadinha, volte sempre!

      Excluir
  2. Não li o livro ainda, mas adorei sua resenha!
    Parabéns!!

    Já estou seguindo seu blog!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário e por seguir ;)

      Excluir
  3. A única coisa que achei realmente interessante nesse livro foi que o personagem não tinha nome, ficou um mistério. Mas de resto, não me agradou em nada. Achei muito forçada a história que criaram, os diálogos, os pensamentos do personagem principal, que a certa altura já era bem crescido e tinha pensamentos de um adolescente de 14 anos... Enfim, também não me agradou muito.

    Adorei o blog e quero saber todas as novidades! Já estou seguindo. Espero que curta o meu!
    www.pronomeinterrogativo.com

    ResponderExcluir

Comente! Sua opinião vale muito e faz bem ao meu coração *--*