04 agosto 2014

A culpa é das estrelas - John Green


Bom dia!
Hoje eu vim com a resenha de um dos livros que falei antes da parada no blog, num post sobre ler dois livros ao mesmo tempo, o mais resenhado da mídia: A culpa é das estrelas *o*
Primeiramente vamos falar da estética!
Sem sombra de dúvidas que as capas e contra-capa dos livros do John Green se destacam pela simplicidade e originalidade impressa nelas, e nesse livro não foi diferente. Ele ficou marcado pelas letras "escritas" em lápis de cera sem um padrão e por uma cor azulada muitoo bonita, eu amei!

A estória gira em torno de um romance entre dois jovens, e que além do que os casais podem ter em comum eles compartilham algo que se desenvolveu em seus corpos durante a vida, o câncer. Tá, são cânceres diferentes. A Hazel está com câncer nos pulmões e respira com ajuda de um aparelho que ela precisa leva para todos lugares desde mais ou menos seus treze anos de idade, e o Augustos Waters já está sem o câncer que teve nos ossos a um ano e está sem uma das pernas justamente por conta da doença.
A partezinha sobre o círculo 'virgens' 
Os dois se conhecem em uma das sessões de auto-ajuda em que Hazel é "obrigada" por sua mãe a ir para se "divertir e conhecer outras pessoas". A descrição que ela faz do lugar e das pessoas que o frequentam é muito engraçado e irreverente, e vale dizer que é numa igreja. Augustos foi para acompanhar seu amigo Isaac, que tem câncer nos olhos (é, eu sei, muito câncer para um livro só) e está prestes a se submeter a uma cirurgia e parar de enxergar completamente. Augustos então começa uma conversa com Hazel e... não posso mais contar, sou totalmente contra spoillers!

A narrativa é bem divertida e sem aquele negócio de "óh my god estou com câncer", é tipo "estou com câncer e vou morrer, ponto". Conforme os capítulos vão passando o leitor vai se deixando levar pela história e pelo que entendi essa é uma das características da escrita do Jhon Green e eu gostei muito. Indico muito o livro, principalmente para quem quer dar de presente por ser uma leitura leve e que desperta uma curiosidade sobre o decorrer da estória, e eu espero ler os outros com certeza. O próximo da minha lista é Quem é você Alasca? já me disseram que chega a ser até melhor que ACEDE omg *-*


Obrigada pela visita e volte mais =)
kissus

A má notícia é que perdi as fotos legais porque meu pc tinha bulgado mas se eu recupera-las (espero) eu posto na página tá!


5 comentários:

  1. Olá =3.
    Eu li esse livro e apesar de ter achado bacana não acredito que a obra seja essas coisas todas, no mais achei um livro mais ou menos.
    OBS: o nome do autor tá escrito errado no título do post.
    Beijos.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu sou muito fã de ACEDE, John Green tava muito inspirado quando escreveu. Já li Teorema (gostei) e Cidades (não gostei) e estou louca pra ler Alasca (já tenho!). Ainda bem que vc gostou, fico muito chateada quando vejo pessoas que não curtem ACEDE. rs
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei siiim *-*
      Minha colega começou a ler Teorema e não gostou :s Mas mesmo assim quero dar uma chance a ele :)

      Excluir
  3. Ah ACEDE é muito amor!
    É sem dúvidas um dos meus queridinhos.
    A história é linda, e como você disse o estilo de escrita do John é bem leve
    e envolvente. Parabéns pela resenha.

    Beijinhos!

    Jaqueline - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir

Comente! Sua opinião vale muito e faz bem ao meu coração *--*